MENU PRINCIPAL

ENQUETE
O que você gostaria de encontrar em nosso portal ?
Informações sobre Cursos de Especialização
Informações sobre Treinamentos Especializados
Artigos Técnicos
Manuais específicos de Socorro Florestal
Informações sobre o GSFMA - Alto da Boa Vista



Total de Votos: 300
ACESSO RESTRITO
Usuário:
Senha:



Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier '2' in /dados/sites/portal1gsfma/mainfile.php on line 30

Conhecendo a Unidade Especializada  : :  2 - Breve Histórico

  Versão para Impressão



Fachada do Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente em 1990.

Imagem1.jpg


A rápida evolução das sociedades humanas e o vertiginoso processo na área tecnológica, industrial e de urbanização, contribuíram para as crescentes e insaciáveis necessidades do homem. Entretanto, os prejuízos causados à natureza, ativaram a consciência de que algo deveria ser feito, a fim de compatibilizar o crescimento e a melhoria de qualidade de vida da população e a preservação do ecossistema. Por isso, preocupado com a destruição do Meio Ambiente e, em especial, com os incêndios florestais em 21 de setembro de 1964, durante as comemorações da semana da árvore no Corpo de Bombeiros do Estado da Guanabara, o então governador Carlos Lacerda criou o Serviço de Segurança Florestal. Fato este, motivado pelo incêndio ocorrido no município de Umuarama (PR), em agosto de 1963, no qual 160 pessoas morreram e dois milhões de hectares de vegetação foram destruídos, sendo quinhentos mil de floresta primária. Naquela época, havia quatro postos para esse serviço de segurança, possuindo sua sede no bairro de Santa Teresa. Este serviço foi o pioneiro em toda a América do Sul com a finalidade de realizar atividades de salvamento, prevenção e combate a incêndios nas florestas do Estado.

No mês de fevereiro de 1990, cerca de três mil hectares de mata nativa pereceram no incêndio florestal ocorrido na Reserva Biológica de Poço das Antas, no município de Silva Jardim (RJ), apesar da atuação determinante do CBMERJ no controle e extinção do incêndio. Após esse incidente, firmou-se um convênio entre o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (IBAMA) e o Governo do Estado do Rio de Janeiro, através do Corpo de Bombeiros, para o auxílio mútuo a prevenção e combate a incêndios florestais nas Unidades de Conservação sob responsabilidade daquele instituto. Neste mesmo ano, em 19 de maio, o Exmº Sr. Cel BM José Albucacys Manso de Castro – Secretário de Estado de Defesa Civil e Comandante Geral do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro à época – criou o Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente – GSFMA, em cumprimento ao inciso XXVI do § 1º, Art. 261 da Constituição Estadual de 1989. Como o Núcleo do Centro de Pesquisas havia sido desativado em 10 de março de 1990, o GSFMA assumiu suas instalações. Após passar por reformas estruturais, a unidade foi inaugurada em 07 de novembro de 1990, pelo Exmº Sr. Governador do Estado do Rio de Janeiro Dr. Wellington Moreira Franco, e teve como primeiro Comandante o Ten Cel BM Carlos Alberto Madeira de Magalhães. Após 13 anos em 15 de maio de 2003, o então GSFMA passou a ser denominado 1º GSFMA, enquanto seu 1º Subgrupamento, localizado em Magé, foi promovido à condição de 2º GSFMA.

Viaturas de socorro do 1° GSFMA na década de noventa, com as ASSF (Auto Serviço de Socorro Florestal- Toyota Bandeirante) já incorporadas.

Imagem2.jpg

Imagem3.jpg


Iniciando um novo ciclo de operacionalidade na Corporação e visando a atuação específica do GSFMA, foram realizados treinamentos básicos de combate a incêndio florestal nas escolas de recrutas em 1990 e 1991, os chamados Estágios Básicos de Combate a Incêndio Florestal (EBCIF), permitindo de forma precursora solidificar a especialização nessa área de atuação do CBMERJ.

Escola de recrutas do GSFMA em 1990 em acampamento no Parque Nacional de Itatiaia em treinamento no EBCIF.

Imagem5.jpg

Imagem4.jpg


Treinamentos de Busca e Salvamento em Ambientes Montanhosos realizados por Bombeiros militares do GSFMA - Alto da Boa Vista. Nessa época, por volta de 1991, já aparece a utilização do macacão laranja nas operações florestais por parte dos militares do GSFMA.


Bombeiros do GSFMA em treinamento simulado de busca de perdido em matas

Imagem8.jpg

Imagem9.jpg

Imagem13.jpg


O 1 º GSFMA, Através dos anos, vem participando decisivamente na ampliação do poder operacional da Corporação, em face de ser uma Unidade Escolar de Apoio ao Ensino e Instrução, bem como uma Unidade Especializada, frente aos incêndios florestais e salvamento em montanhas, Através dos Cursos de Salvamento em Montanha (CSMont) e o de Prevenção e Combate a Incêndio Florestal (CPCIF) os quais já formaram dezenas de especialistas altamente qualificados.


                       Curso de Salvamento em Montanha CSMont

Imagem11.jpg

            Curso de Prevenção e Combate a Incêndio Florestal – CPCIF

Imagem12.jpg


 Todavia, Em 06 de abril 2009 o 1º Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente (1ºGSFMA) ministrou o primeiro módulo de capacitação para 20 militares, visando à criação do seu 1º Posto Avançado de Bombeiro militar. Este foi constituído de três semanas de capacitação em salvamento em montanha e outras três semanas de combate a incêndio florestal.


Em 17 de Outubro de 2009  o Governo do Estado do Rio de Janeiro inaugurou  a subsede  do Parque Estadual da Pedra Branca Núcleo do Piraquara, no fim da Rua do Governo, na comunidade Barata em Realengo. A Subsede, dispunha de uma ampla edificação com salas de administração e alojamentos para militares do PABM e para os funcionários do INEA, o complexo oferecia estruturas de lazer para os visitantes, como: mesas de piquenique, brinquedos infantis, aparelhos para ginástica, banheiros públicos e trilhas para caminhadas de curta e média distâncias. O  Posto Avançado do Primeiro Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente  contava com um efetivo de 20 Bombeiros. Visava desenvolver ações preventivas e de socorro para incêndios florestais, salvamentos e buscas de pessoas na área do parque, conforme Nota DC/CEMS 472 / 2009 do boletim da SUBSEDEC/CBMERJ Nº 186 DE 16/10/2009. Para tanto, o posto contava  com vários materiais, tais como: uma pick-up para patrulhamento e operações, um fire-tanque, materiais de socorro florestal, salvamento em montanhas e Primeiros socorros. Entretanto, o PABM 1/ GSFMA encontra-se desativado.


Atualmente, o 1º GSFMA, possui um efetivo total de 118 BM. Seu atual Comandante é o Ten Cel BM Paulo Salvador Mantuano Nogueira.





Publicado em 30/11/1999 (2510 leitura(s))



 



1º Grupamento de Socorro Florestal e Meio Ambiente
Rua Boa Vista, 196 - Alto da Boa Vista - Rio de Janeiro
35380 visitas ao site desde 22/09/2009